23 de ago de 2014

Um eterno caos organizado

Engraçado, mas quando chegou você era minha total organização, eu que sou o atraso em pessoa me descobri pontual e até adiantada e não falo apenas de horários para compromissos, era pra tudo, na rotina e na vida.

A partir de você, não deixei mais um "Amo você" pra amanhã e nem uma saudade pra depois, aliás essa não ficava pra depois de maneira alguma, porque independente do que houvesse, se ela viesse eu era pontual para saciar, pois segundo Clarice Lispector:

"Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença.
 Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco:
 quer-se absorver a outra pessoa toda.
 Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira
 é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida."

E eu sempre dei prioridade a essa urgência de você acima de todo o resto, acima até de mim mesma.
Imagem: reprodução

Nessa onda de por ordem no caos interno que acontecia em mim, você transformou tudo que eu tinha por dentro e por fora. Sabe aquela faxina pesada que a gente faz quando a casa tá intragável? Então, sem que eu pedisse ou tivesse tempo pra impedir, você chegou e foi tratando de arrumar tudo, tirando das minhas gavetas qualidades, defeitos e peculiaridades que eu nem lembrava que tinha, me ensinou como ser eu, sem filtro, sem reserva, sem medo, totalmente entregue.

Com você eu descobri que tinha asas e que elas estavam apenas cortadas, mas você me mostrou que elas podem crescer novamente e mais, eu lembrei que sabia voar!

Mas na vida da gente nada é perfeito e o que era organização interna e caos externo virou um caos geral.

Porque você foi pra algum lugar que eu não pude acompanhar,  me perdi em mim procurando o que tinha de você para manter o controle, que eu nem desconfiava que a muito tempo já não era mais meu.

Agora tô aqui transformando tudo de novo, tentando por em ordem o que tenho por dentro enquanto o que tá aqui fora vai se organizando por osmose, e rezando para que você não volte para conferir o meu jeito tão meu de organizar tudo e decida dar o seu toque de decoração, pois acho que seria como colocar um item do pop-art numa decoração barroca, não teria o menor sentido.

Beijos, Sther!

Nenhum comentário:

Postar um comentário