21 de ago de 2014

Lista da Felicidade

É engraçado como nós, especialmente mulheres, amamos uma lista.

Me dei conta disso há um bom tempo atrás, vendo um filme, que por mais que eu tente jamais vou me lembrar o nome, mas lembro da cena em que a protagonista está deitada no fim de um dia cheio, olhando para o teto e fazendo a lista de tarefas para o dia seguinte e o restante da semana.

E foi aí que eu parei e percebi que fazemos e recebemos listas desde sempre, a lista de convidados da festa de aniversário, daquela mais informal com as amigas da escola àquela do Happy Hour com o pessoal do trabalho (que mesmo não sendo feita no papel é feita mentalmente), dos itens necessários para cada uma dessas comemorações, das opções de roupas para usar em um encontro especial, assim como os cuidados de beleza indispensáveis antes de tal encontro (cabelo, maquiagem, perfume, etc), tem também a lista de pessoas muito especiais que passaram em nossas vidas e mesmo as pessoas que queremos às vezes esquecer estão em uma lista. As mais comuns, e,  por isso para alguns podem ser as mais chatas, como a lista de supermercado, farmácia e por aí vai. Certo é que, o que não nos falta nunca, é uma lista e há quem faça até lista das listas que precisa fazer, se você não conhece ninguém assim, muito prazer, Stephanie. rsrsrs

Imagem: reprodução

Fazemos também listas de objetivos de vida, seja em nosso aniversário, na virada de ano ou quando decidimos que algo precisa ser diferente nas nossas vidas, porém mesmo fazendo tantas listas quantas delas nós realmente cumprimos à risca? Sem desviar nenhum milímetro do planejado? E ainda mais, pra quê tanta lista?

Basicamente a função das listas é organizar o que precisamos ou queremos fazer e não deixar que nos esqueçamos das pessoas/cosias listadas e não dá para negar que nem sempre cumprimos tudo em sua máxima perfeição  mas agora a pergunta é: qual a lista que realmente vale a pena cumprir?

Eu arrisco dizer que a lista a que realmente vale a pena não só cumprir, mas viver é a lista da felicidade. Daí você pensa, 'lá vem a louca inventando moda, desde quando existe uma lista da felicidade. Até parece que se realmente houvesse uma lista da felicidade todo mundo já não saberia, seguiria e por consequência seria feliz.', mas é aí que mora a resposta porque não existe a uma lista igual para a felicidade geral.

A lista da felicidade é alterável as únicas regras são:

  • Seja determinado e não teimoso
  • Seja realista sem ser pessimista, otimismo e pensamento positivo sempre atraem cosias boas 
  • Não abra mão em tempo algum dos seu princípios e valores em favor de outros
  • Não deixe de sonhar, mas não se esqueça de acordar, levantar e agir para torná-los realidade
  • NÃO DESISTA, mas saiba reconhecer quando um projeto não tem tanto valor quanto você imaginava
  • Não tenha medo de se arriscar e/ou de errar
  • E a mais importante a lista É SUA! Então mude quantas vezes quiser e achar necessário

Para ser feliz, você tem que contar só com você e a lista que você é responsável por fazer. O que aconteceu ontem sem planejamento e que pode não ter sido como você imaginou ou gostaria não dá pra mudar, o hoje precisa ser vivido sempre da melhor maneira possível para que amanhã você possa ter orgulho e satisfação ao olhar para trás.

Então minha sugestão é apenas uma, não espere até segunda-feira, para começar algo que você espera que vá mudar sua vida e sua rotina, se realmente vai mudar comece hoje e possível que na segunda já hajam resultados da mudança de hoje.

Faça mais uma lista, do que você quer pra você, onde você que chegar, quais sonhos, metas, projetos, objetivos, como diria o músico/poeta:

"O que você vai ser
Quando você crescer."

Porque estamos sempre crescendo.

Beijos, Sther!

Nenhum comentário:

Postar um comentário